skip to Main Content

ATENDIMENTO: (41) 3117-6688 / 99277-1156 (SAC) (41) 99137-0832

O Medo Do Bebê Nascer Durante A Pandemia Do Coronavírus

O medo do bebê nascer durante a pandemia do coronavírus

Para um grupo de pessoas, a pandemia tem trazido medos que vão muito além dos constantemente relatados pelos programas de TV e jornais. O medo do bebê nascer durante a pandemia do coronavírus tem tirado o sono de muitas gestantes.

As dúvidas são muitas:

  • Como vou ter meu filho em um hospital cheio de pessoas contamidadas?
  • Vai ter espaço para meu bebê nascer?
  • Posso receber visitar?
  • É seguro receber visitas?
  • Quem vai me ajudar quando o bebê nascer?
  • Como vai ser o puerpério em meio a uma pandemia?
  • Como faço para terminar meu enxoval?
  • A renda da minha família diminuiu, como vou terminar o enxoval do meu filho agora?

Pois é, dá muito pano pra manga. Por isso, resolvemos responder aos poucos cada uma dessas dúvidas. A ideia é levar um pouco de alívio, ampliar as possibilidades e amparar a gestante nesse momento tão delicado.

Saiba que esse medo não é só seu e do seu companheiro. Todas as gestantes com quem temos conversado estão relatando medos semelhantes.

Se o final da gestação já era repleto dos medos até então conhecidos: dor do parto, saúde da mãe e do bebê, medo de levar o bebê tão pequenininho pra casa, angústia por não saber se vai ter apoio, medo da amamentação.

Agora, em isolamento social, os medos triplicaram. Há muita pressão sobre as gestantes em final de gravidez e muitas não estão sabendo como lidar com isso. 

Sendo assim, procure ajuda, mesmo que virtual. Conversar com um profissional da psicologia pode ajudar muito. Mas compartilhe suas inseguranças com o seu médico, com os seus pais e o seu companheiro.

Coloque todos em oração e direcionando energias positivas para acalmar seu coração.

Saber que está sendo cuidada, protegida e amparada, ainda que à distância, ajuda muito.

Com ou sem platéia, seu parto será único e trará seu bebê para seus braços.

Vai dar tudo certo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
Back To Top